9 de agosto de 2017

Férias com amigos vs Férias com a namorada



Como estamos na silly season, acho que não vale a pena falar de assuntos sérios para não vos estragar as férias. Férias essas que podem ser de vários tipos, cada um com os seus prós, contras e idiossincrasias. Passar férias com os amigos não é igual a passar férias com a namorada, por exemplo e, por isso, aqui ficam alguns tipos de férias pelas quais, se tudo correr bem, iremos todos passar na vida.

Com os pais
Para quem tem pais, passar férias com eles é o normal nos primeiros vinte anos de idade, mais ou menos. Quinze dias no Algarve em que as únicas coisas que fazes é comer, esperar pela digestão, ir à água, apanhar sol enquanto ouves a tua mãe a gritar que tens de meter protector e te persegue com um frasco de factor total na mão para te barrar como se fosses uma tosta com Philadelphia. Vais dar aquela voltinha dos tristes pela cidade a seguir ao jantar, enquanto os teus pais vêem gente nova a divertir-se e ponderam se estão ou não arrependidos por te terem concebido. A partir de uma certa idade, já só sais da cama ao meio-dia e ouves o teu pai a queixar-se que mais valia terem alugado uma casa sem piscina porque não a aproveitas de manhã, sinal que já estás mais velho e te deitas mais tarde, mesmo que seja a jogar Playstation porque não tens ninguém com quem sair. É nesta altura que vais trocar olhares com uma rapariga que também passeia com os pais a seguir ao jantar e vais jurar que é a mulher da tua vida. Todos os dias a vês e pensas que é o destino, mas é só porque estás numa vila com mil pessoas e dás de cara com as mesmas pessoas várias vezes ao dia, mas na gorda desdentada não reparas tu porque és um fútil. Com a idade e a independência vais começando a passar férias cada vez menos com os teus pais, a não ser que tenhas tirado Sociologia e aí não tens escolha porque só consegues tirar férias se forem eles a pagar. Nem é bem tirar férias, é desfrutar do desemprego noutra cidade.

Com os amigos
É preciso distinguir dois tipos de férias com os amigos: as quando estás solteiro e as quando estás comprometido. Nas primeiras o planeamento é fácil: países de leste, Interrail pela Escandinávia ou Albufeira. Qualquer um deles garante maior facilidade em encontrar raparigas alcoolizadas que te achem atraente só porque tens um ar latino de português, especialmente se for na Rua da Oura em Albufeira, onde o português é uma criatura mais evasiva do que o Big Foot. Nas férias de amigos solteiros o hotel ou casa é de menor importância: fica a 10 km da praia mas a 100 metros da rua dos bares? Perfeita. Vocês são 10 marmanjos e a casa é um T0 com um colchão de encher na varanda, mas é mesmo na rua dos bares? Perfeita. O plano é simples: comer massa com atum e hidratares-te com cerveja desde que acordas; sair todas as noites porque ficar em casa é desperdício de férias; curar a ressaca com restos de massa de atum e uma cerveja. Voltas de férias sem que nenhuma rapariga se tenha interessado por ti, mas não desanimas e pensas como um sportinguista: «Para o ano é que é.».

Quando se tem namorada o planeamento é mais complicado. Primeiro, mal a informes que vais de férias só com os teus amigos, vais ter de responder a um interrogatório de fazer inveja a muito investigador da PJ:
  • «Com quem vais?»
  • «Também vai o Manel, aquele que trai a namorada?»
  • «Para onde vais?»
  • «Vão raparigas?»
  • «Não vai aquela tua amiga que te quer saltar para cima, pois não? A Ana Puta ou lá como é o nome dela.»
  • «Vão ficar alojados em que hotel? Manda-me as coordenadas.»
  • «Para que é que vais comprar roupa para ires de férias? É para as outras, é?»
Entre outras. Depois de conseguires o Visto no gabinete da tua namorada, sabendo já que ela te cobrará mais tarde por teres a mania que és independente, vais andar com o telemóvel sempre na mão porque caso toque e não atendas é sinal, para a tua namorada, que estás numa orgia com dez inglesas. Começas a perceber que o melhor é enviares-lhe mensagem por volta das 2h a dizer que já estás em casa a dormir. O gajo que tem namorada, normalmente, desaparece durante uma hora a meio da noite e os amigos pensam que ele já a está a trair, mas, na verdade, esteve uma hora a discutir ao telemóvel porque ela diz que ele não lhe liga apesar de ele ter estado 1 hora com ela ao telefone durante as férias quando se devia estar a divertir com os amigos e a procurar uma namorada nova. Invariavelmente, é quando tens namorada que várias mulheres vão ficar interessadas em ti porque existe um complô mundial em que elas combinam isso só para fazerem os homens comprometidos sentirem-se mal, ou por recusarem, ou por traírem. 

Com a namorada
A escolha do local é fácil porque o facto de estar perto de uma zona com vida nocturna e movimentada não entra na equação. Ninguém quer ir beber copos com a namorada! Isso é o mesmo que ressuscitares um peru que trouxeste do talho para o voltares a matar logo a seguir. No entanto, no meio do nada e sem Internet também não é boa opção, já que terão de falar um com o outro e podem chegar à conclusão que estão juntos há dez anos e não têm nada em comum. As férias com a namorada podem ser cansativas, especialmente para mim que sou quem tem de conduzir, marcar hotéis, escolher restaurantes ou cozinhar se comermos em casa, carregar com malas etc. E a minha namorada, o que é que ela faz? perguntam vocês. Bem, ela é bonita e precisa de tempo para se maquilhar e esticar o cabelo porque a beleza de origem não lhe chega. Quando tiro duas semanas de férias com ela, na verdade, só tenho uma semana de tempo útil.

Com casais
Chega aquela altura em que no grupo de amigos está tudo comprometido e é então que surgem as férias em casais. Há sempre aquele casal que ainda namora há pouco tempo e que é uma bomba relógio que pode rebentar a qualquer momento. Ainda não se conhecem bem e estar na mesma casa durante uma semana é diferente de ir jantar ao McDonald's e ao cinema do Colombo uma vez por semana. Alguém vai ficar de trombas e estragar o jogo do Pictionary porque vão discutir se o desenho que ele fez se parece com um coelho ou com um canguru. Além de que existe a pressão de fazer o cônjuge estranho ao grupo de amigos sentir-se em casa e rapidamente aquilo se transforma num reality show em que tudo diz mal nas costas um dos outros. Vai haver o casal que quer ir passear, o casal que quer ir à praia, e o casal que quer beber e dormir até às duas da tarde. Nestas férias, o baralho de cartas e o jogo de tabuleiro são indispensáveis e como vai haver um casal que vai dormir sempre mais cedo, o melhor é sempre três casais para não faltar ninguém para jogar à sueca.

Sozinho
Queres ir à aventura! És introvertido e achas que viajar sozinho é que te vai mudar e abrir para o mundo. Reservas um quarto num hostel misto que divides com mais 20 pessoas na esperança de as conheceres e te enturmares e, quiçá, dividires o colchão com a vizinha do beliche de cima. Vais sair sozinho e acabas quase violado por um italiano (como me aconteceu a mim). Percebes que afinal viajar sozinho não é assim tão giro e começas a ter saudades das sopas da tua mãe porque andas a comer, em todas as refeições de há uma semana para cá, pão de forma com mortadela. Vais ficar doente com uma constipação porque não tinhas lá a tua mãe para te dizer para levares um casaco mesmo que estivessem 40 graus e vais perceber que estar sozinho no estrangeiro, doente, é das piores sensações do mundo com a excepção de ser violado por um italiano e apanhares HIV. Vais dar mais valor aos emigrantes, aos teus pais e ao Tinder.

Com os filhos
Se ainda não forem independentes e for preciso limpar-lhes o rabo e a boca, mais vale ficar em casa. Se já forem independentes, mais vale deixá-los em casa e não gastar dinheiro com gente ingrata.

É isto. Boas férias se for caso disso. Se já gastaram todos os cartuchos este ano, temos pena, não fossem garganeiros. Agora aguentem com o pessoal que, como eu, guardou as férias para o final.


***


PS: Depois do verão vou estrear o meu espectáculo a solo de stand up comedy que vai passar por várias cidades. Se quiserem receber uma notificação por email quando as datas foram reveladas e os bilhetes estiverem à venda, deixem os vossos contactos neste link. Se não quiserem, partilhem este texto no botão em baixo ficamos amigos na mesma.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: