6 de agosto de 2014

Os 10 melhores músicos portugueses


Depois deste texto sobre o estado actual da música portuguesa fazia sentido eu escrever sobre quais os meus músicos portugueses favoritos, ou os que mais me marcaram, só para verem que eu tenho realmente muito bom gosto e não estou a falar de sabor.

Esta lista vale o que vale, estarão outros de fora com igual ou maior valor, mas para agora são os que me lembrei e alguns dos grandes cantores, letristas, compositores e artistas que temos no nosso país, e que na sua maioria não dão o rabinho às editoras, rádios e televisões.

Pedro Abrunhosa
A A prova que para ser um grande cantor não é preciso uma boa voz. É preciso saber as limitações que se tem, e no caso do Pedro Abrunhosa isso é feito compondo letras e melodias de se lhe tirar o chapéu.

Delfins
Na altura do Levanta-te e Ri virou a banda de chacota nacional mas não podemos esquecer os seus tempos áureos em que para mim, eram uma das melhores bandas portuguesas. Estavam sempre nas minhas cassetes do walkman.

B Fachada
Um novo valor que já não é assim tão novo, dado a quantidade industrial de álbuns que conseguiu produzir em poucos anos. Voltou agora depois de um ano sabático e continua a inovar e a fazer músicas fantásticas. Para mim é o melhor novo valor da música portuguesa e se continuar a este ritmo, poderá ser um dos melhores de sempre. Mais um que compensa a falta de uma voz poderosa com um timbre e carisma único.

Sérgio Godinho
A A prova que as drogas também têm coisas boas. Um mago da língua portuguesa que consegue reunir fãs de todas as idades e que conseguiu envelhecer sem perder a graça. Já rappava antes de haver rap.

Manuel Cruz
Este senhor é um génio da composição e da escrita. Os Ornatos Violeta foram provavelmente uma das melhores bandas de sempre, poucas tiveram tanto impacto e tanta música brutal com apenas dois álbuns. Continua a solo ou com outras bandas, sempre com a brindar-nos com música de qualidade.

Jorge Palma
O Jorge Palma alcoólico é o mais genial cantor, compositor e letrista que este país já viu, na minha opinião. O Jorge Palma sóbrio é também muito bom mas falta-lhe qualquer coisa.

Sam the Kid
Se não tivesse nascido na geração do Hip Hop provavelmente seria um poeta que iria ser estudado nas escolas. Se tivesse nascido nos Estados Unidos era provavelmente um dos produtores e compositores mais aclamados da indústria musical.  

Valete
Hip Hop consciente ao mais alto nível. Este senhor sabe do que escreve e sabe como escrever. A par do Sam é o melhor rapper que Portugal já viu, com letras mais inteligentes e cuidadas do que 99% de todas as que passam nas rádios e TV. Além desse talento todo é um gajo porreiro.

António Variações
Um visionário à frente do seu tempo. Morreu aos 40 e conseguiu marcar a música portuguesa para sempre. Destes não há muitos em cada século. Era cabeleireiro e homossexual, aí não foi muito irreverente que é um bocado cliché.

Zeca Afonso
Com a simplicidade de acordes e de rimas consegui fazer da cantiga uma arma. Na voz carregava o peso de um povo oprimido pela ditadura. Termos tido um Zeca Afonso é das poucas coisas boas que devemos agradecer ao Salazar.

Chamaram-me à atenção por não haver mulheres na lista, embora esteja lá o António Variações. Peço desculpa, não me consegui conter. Mas posso acrescentar que gosto muito dos Deolinda, da Capicua, da nova geração de fadistas, da Teresa Salgueiro e da Rita Guerra. Esta última era a gozar claro.

E vocês o que acham? Concordam? Não? Sim? Talvez? Mandem bitaites que isto sem vocês não tem tanta piada.


PS - Se não leram o texto sobre o estado da música portuguesa é clicar aqui.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: