25 de junho de 2018

Resumo da prestação de todos os jogadores de Portugal



Portugal passou aos oitavos de final, com mais uma vitória do que quando fomos campeões europeus e a fazer o mesmo tipo de jogo meh. Aqui fica um resumo detalhado da prestação de todos os jogadores nos três jogos disputados.

Rui Patrício - Não comprometeu e, que me lembre, ainda não deu daquelas chouriçadas quando se sai aos cruzamentos e parece que tem um olho vesgo. Nenhum dos golos foi culpa dele e ainda salvou umas quantas bolas. Não admira que já tenha contrato com um dos melhores clubes do mundo, o Wolverhampton.

Anthony Lopes e Beto - Foram passear à Rússia, com tudo pago e uma diária jeitosa, sem terem de trabalhar, mas continuam a desejar que o Patrício parta uma perna.

Cédric - No jogo contra o Irão, deu uma chapada de luva branca a quem diz que é mais forte a atacar do que a defender, fazendo um excelente corte a um lance perigoso. Pena ter sido com o braço e dentro da área. 

Ricardo Pereira - Até ficou zonzo quando soube que vinha ao mundial e que o Cancelo e o Semedo ficavam em casa. É aproveitar o SPA, porque mesmo que o Cédric se lesione ou seja expulso, Fernando Santos prefere jogar com três centrais do que com ele.

Pepe - Um dos poucos gajos que devia continuar careca. No jogo contra a Espanha levou um toque do Diego Costa e mandou-se ao chão à espera da falta. Era falta? Sim. O árbitro marcou? Não. O Pepe foi flausina e fez merda ao atirar-se para o chão? Sim. Esteve bem nos outros jogos? Razoável.

Bruno Alves - Devia ser titular devido à sua experiência em jogar na Rússia. É metê-lo contra o Uruguai, caso o Suárez se lembre de lhe morder, além de partir os dentes na carapaça do Bruno, ainda leva uma joelhada na moleirinha.

José Fonte - Não tem estado mal o que já é um grande elogio.

Rúben Dias - O Jorge Mendes anda sem saldo e ainda não conseguiu ligar ao Fernando Santos para o colocar a titular para depois ser vendido por 500 milhões de euros para um dos seus clubes e depois ser emprestado vezes sem conta e nunca mais ninguém ouvir falar dele.

Raphael Guerreiro - Muito abaixo da forma que mostrou anteriormente. Perdeu o Guerreiro e o Ph está neutro.

Mário Rui - Tem nome de jogador da distrital ou de cantor pimba e só foi convocado porque o Fábio Coentrão está remendado com fita adesiva nos dois joelhos e fumou ainda mais do que o habitual com todo o stress que teve no Sporting este ano.

William Carvalho - O motor do meio-campo da selecção, sendo que é um motor de um Fiat Punto 1.0 num camião carregado com barras de chumbo. O William é aquele jogador a quem se passa a bola quando se quer descansar um bocado. "Olha aí que estamos a correr muito, passa a bola ao William para ele abrandar o jogo". Fez uns bons passes, recuperou umas boas bolas, fez uns péssimos passes e perdeu muitas bolas. O William ainda está desempregado por algum motivo.

João Moutinho - Nem se tem dado por ele. O Moutinho atingiu o pico muito cedo e agora está a tornar-se aquele pessoal da nossa escola que era o mais popular e que, passado uns anos, estão gordos, carecas e com três filhos ranhosos.

Manuel Fernandes - Só veio porque se tinha esquecido de umas cenas na Rússia e precisava da boleia.

Adrien Silva - Contra o Irão mostrou que devia ter sido titular nos outros jogos e que o facto de ter estado meia época a descansar fez com que chegasse ao mundial com mais ritmo do que os outros.

Bruno Fernandes - O Bruno Fernandes não tem cara de jogador de futebol, tem cara de quem vende farturas e bifanas numa roulote. Se continuar a não agarrar as oportunidades que o Fernando Santos lhe dá, corre o risco de não arranjar clube e ter mesmo de se dedicar às farturas ou, pior, de ter de ir para o Benfica.

João Mário - Começo a pensar que o Sporting fez muito bem em vendê-lo e que enfiou um barrete ao Inter de Milão. Fez um bom passe de calcanhar contra o Irão e foi muito isso.

Bernardo Silva - Talvez o jogador desilusão, até agora, da equipa portuguesa. É parecido com um dos gajos dos DAMA e tem jogado tão mal quanto esse canta.

Gelson Martins - Deu uns toques, correu, fintou dois e depois fintou-se a ele próprio. A continuar assim, ainda vai ter de voltar para o Sporting.

Quaresma - O único cigano capaz de fazer os portugueses gritar sem ser por socorro. Fez um golão de trivela, três penteados novos e vinte tatuagens. Eu comprava chuteiras nos ciganos e como descosiam logo na parte de dentro, também tinha de fazer trivelas.

Gonçalo Guedes - Com a aerodinâmica não se brinca e o Guedes devia jogar com fita adesiva nas orelhas coladas à nuca que, sem isso, o atrito é demasiado. Tinha tudo para ser um dos jogadores sensação desde mundial, mas, até agora, é só o menos pior dos Dumbos, se contarmos com o Messi.

André Silva - Não fez um mau jogo contra o Irão, mas era o Irão e devia ter feito mais. É o menino bonito da selecção, agora que o Ronaldo deixou crescer uma pêra.

Cristiano Ronaldo - Espetou três batatas na Espanha, duas de bola parada e um de frango directo. Marcou um livre magistral e, como tal, não devia marcar mais nenhum durante o mundial porque, dizem as estatísticas, só acerta 1 em cada 36 e mais vale deixar para outro. Sem ele já tínhamos voltado para casa, é certo, mas aquela pêra mal semeada que está a deixar crescer na cara é ridícula.

Balanço final: Passámos aos oitavos, mas assim não vamos lá. Nem tivemos de fazer contas para passar da fase de grupos nem nada. Agora, temos é de nos decidir, não podemos andar a gritar "Somos candidatos!!! Somos das melhores selecções do mundo!!! Campeões europeus!!! Ah, caraças, o Uruguai é que não. Estamos tramados."  



PODES SEGUIR-ME NO INSTAGRAM

Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: