16 de fevereiro de 2015

Tinder, falta de sexo e squirting



Esse dia dos namorados, foi gostoso? Espero que sim. Talvez por essa data que se avizinhava, o Doutor G foi inundado de e-mails durante a semana passada, pelo que houve muitas questões que ficaram de fora desta edição da rubrica "O Doutor G explica como se faz"! Para a próxima semana estarão aqui respondidas, não desesperem meus petizes. Vamos lá a isto.


Caro Dr.G, soube por este blog que o meu namorado aparentemente espectacular foi tomar café com a ex e que lá pelo meio, acabou com a língua enfiada na garganta dela e que é possível que goste das duas. Pois bem, sendo assim também tenho um desabafo a fazer: eu também tenho andado a sair com um colega do escritório ao lado do meu e não tem sido só a língua que ele me tem enfiado. Agora que estamos quites, diga-me Dr.G, acha que viveremos felizes para sempre?
Margarida, 23, Sintra

Doutor G: Cara Margarida, lembro-me perfeitamente. Realmente é caso para dizer que são almas gémeas, ambas com coisas enfiadas em vários locais. Já que assim é, aconselho vivamente uma festa a quatro, que é sempre uma boa forma de convívio e de queimar calorias. Tudo com muito respeito obviamente, que histórias de amor como a vossa são raras.


Doutor trabalho com uma colega que descobri recentemente já fez alguns filmes porno amadores, ela é uma rapariga mesmo simpática e começo a ficar apaixonado por ela, mas no entanto tenho medo de não conseguir ficar à altura do quimbé com quem ela contracena e que tem mais 10cm de "altura" que eu. O que acha que devo fazer?
Mário, 29, Paços de Ferreira 

Doutor G: Caro Mário, o tamanho não importa, dizem os mentirosos. No entanto, há coisas que importam mais, como a tua dedicação a dar-lhe o máximo de prazer. Podes sempre dizer-lhe durante o actor "O outro não conseguias pôr todo na boca, não era?" ou até um "Faz aquele truque com as ancas que fazias no vídeo" e para finalizar "Se com o outro não te doía na frente, comigo nem vais sentir por trás". É dar tudo.


Conheci um rapaz no Tinder que é realmente lindo e fofinho. Combinámos um encontro e andámos aos beijinhos e abraços, mas ele sempre muito gentil e querido para mim. Temos falado todos os dias, a toda a hora. Apesar de termos o número um do outro, não partilhámos o facebook nem outra rede social e, por isso, tenho medo que tenha namorada...  O problema é que acho que estou a começar a gostar mesmo (MESMO) muito dele. Acha que lhe devo dizer? Pensa que seria indicado pedir outra rede devido à minha insegurança? No fundo, devo confiar nele e apostar todas as minhas fichas? Para além disso, nunca estive numa relação portanto, o que devo fazer para que, se ele estiver interessado em mim como estou nele, manter a ''coisa''? 
Ana, 19, Lisboa

Doutor G: Cara Ana, tens que pensar que ele pode estar a pensar exactamente o mesmo. Os homens também são inseguros e ele pode estar exactamente com as mesmas dúvidas. Toma a iniciativa. Se ele tiver namorada ao menos já sabes com o que contas e mais cedo partes para outro. Antes disso, efectua-lhe um felatio épico, só para o caso de ele ter namorada, ficar para sempre arrependido de não ter ficado contigo. Só agora é que reparei que só tens 19 e por isso convém dizer que felatio significa fazer amor com a boca.


Boas Dr. Tenho uma enorme duvida. Tenho um fetiche enorme por squirting e ja fiz a minha namorada (ja namoro com ela á 2 anos, quase) vir-se varias vezes, mas nunca squirt. Tens alguma dica?
Luís, 26, Guarda 

Doutor G: Caro Luís, o squirt é algo que não está ao alcance de todas as mulheres. Dizem estatísticas que apenas 10% consegue atingir o orgasmo com ejaculação. No entanto há várias técnicas de massagens e pressão de pontos que podem ajudar. É pesquisares tutoriais no google que existem vários que explicam em detalhe essas técnicas. Um conselho, guarda isso para ocasiões especiais, nunca no carro ou na cama dos pais, que fica um chiqueiro que não se pode e depois vais ter que dizer a toda a gente que foi incontinência urinária.


Preciso da sua opinião. Ando a sair com um rapaz há 11 meses e ainda não fizemos sexo. Sempre que eu tento algo, ele diz que está a ficar tarde, mas quando estamos em casa dos pais dele, ele não me larga com beijos e apalpões. Os pais dele dizem que sou a primeira namorada que ele leva a casa, estavam preocupados a pensar que seria gay. Ajude-me doutor.
Sandra, 22, Queluz

Doutor G: Cara Sandra, se ele não te larga com beijos e apalpões é porque deve gostar de mulheres, a não ser que tenhas bigode. Se ele não quer partir para a javardeira propriamente dita, pode ser por questões religiosas, caso em que te aconselho a deixá-lo imediatamente. Pode ser porque está com uma infecção na genitália e tem vergonha de te dizer, mas pode também ser apenas por insegurança, ou porque ainda é virgem, ou porque lhe dás uma excitação tremenda que ele sabe que só vai durar 5 minutos. Qualquer que seja a razão, terás que ser tu a tomar a iniciativa à bruta. Caso não resulte, veste-te de bombeiro e se ele assim já quiser é porque muito provavelmente gosta mais de mangueiras.


Doutor G, como grande conhecedor do sexo oposto que o doutor é, gostava que me esclarecesse quanto a um problema com que me deparei. Nas ultimas semanas comecei a falar com uma rapariga e chegámos a estar juntos algumas vezes, falávamos bastante por telemóvel até que ela começou a responder menos e um dia disse que "não me via mais do que como amigo" (claro inicio de um caso de friendzone) e depois disso ainda falámos mais algumas vezes . Eu curto dela mas não tou apaixonado por ela nem nada assim, no entanto ela é um "bom achado", por isso queria saber se o doutor me aconselha a insistir na coisa, a deixá-la na "agenda" para um dia mais tarde quem sabe, ou esquecer definitivamente o assunto?
Diogo, 20, Lisboa

Doutor G: Caro Diogo, se ela disse essa frase é para esquecer. Só há duas formas de saíres da friendzone: Ganhando o euromilhões ou uma noite com muita vodka. Mulheres há muitas, se ela não se sente atraída por ti, parte para outra. Atenção que quando isso acontecer ela virá provavelmente voltar à carga e tentar desencaminhar-te. Nessa altura o comando será teu e cabe a ti escolher o canal que queres ver. Para já aconselho-te a colocá-la no  banco de suplentes, um dia logo vês se vai a jogo.


Boas Doutor G, ultimamente tenho tido este pequeno problema de falta de comunicação com o meu namorado. Digamos que, ele é pouco experiente no que toca ao sexo, e algo desinteressado. Quando se vem, é como se acabasse o acto,(3 minutos) e se conversamos sobre o facto de eu precisar de um orgasmo, a reacção dele é rir-se ou adormecer. No entanto, acaba por ser mais sensível que eu noutros assuntos. AJUDA-ME!
Maria, 20, Porto

Doutor G: Cara Maria, troca de namorado. Uma coisa é ele ser inexperiente e não conseguir dar-te um orgasmo, outra é rir-se e adormecer quando tentas falar disso com ele. É sinal que não está interessado no teu prazer. Arranja outro e diz-lhe que 3 minutos nem dá para ouvir uma música inteira durante o coito.


Doutor G, eu e o meu grupo de amigos andamos desconfiados de que um dos nossos colegas é gay isto porque quando estamos a falar ele costuma fazer os gestos típicos de quem joga Basket ou que serve à mesa, só que sem a bola de basket e sem a bandeja. Ora a juntar a tudo isto numa conversa sobre a separação da Irina do CR7, comentei que não me importava de ser o acompanhante de luxo da Irina já que ela agora está só e deve precisar de muita manutenção e de quem lhe gaste os Dólares já que ela passa a vida a posar nas revistas e deve ter ali toda aquela massa parada. Nisto esse nosso colega diz que não gostava de ser o acompanhante dela mas sim do CR7. Será mesmo Gay ou apenas um grande admirador do CR?
José Manuel, Vila Nova do Boi, 21, Lisboa

Doutor G: Caro José, claramente que o teu amigo gosta de alheira de Mirandela ao empurrão. Como bom amigo que calculo que sejas, só tens que o ajudar a sair do armário e fazer com que ele se sinta aceite no grupo de amigos de qualquer forma. Deves fazer isto porque é a coisa certa a fazer, já que não estamos em 1847, mas também por motivos egoístas, já que um amigo gay no grupo atrai sempre uma enormidade de raparigas e ainda tem a vantagem de não ser concorrência directa. Isto para além de te poder dar dicas de roupa e de decoração de interiores à borla.


Caro Dr. G., estou casada há 8 anos mas estou insatisfeita sexualmente com o meu marido, apesar de o amar muito. Como ainda sou uma trintinha fogosa queria saber se podemos marcar os 2 um encontro e brincar de esconder a morcela?
Xaninha Esteves, 35, Lisboa

Doutor G: Cara Xaninha, agradeço imenso o convite mas infelizmente o código deontológico impede-me de jogar ao esconde a morcela com as minhas pacientes. Para além disso sou comprometido com Deus e só com ele é que faço esse tipo de jogos, não é por acaso que me ajoelho para rezar.



Apesar do Doutor G já ter várias questões para responder para a semana, não deixem de enviar as vossas dúvidas para porfalarnoutracoisa@gmail.com. Até à próxima segunda-feira e já sabem:


Até lá, façam muito amor à bruta, que de guerras o mundo já está cheio.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: