1 de junho de 2016

Carta por pontos para política, ter filhos, aceder à Internet, etc.



Entrou em vigor a nova carta de condução por pontos. Muita gente anda indignada e acha que vai começar agora uma caça à multa, mas, para essas pessoas, tenho uma coisa a dizer: conduzam como deve ser e deixem de ser palermas! Não tenho nada contra, vamos ver como corre este novo sistema e se servir para caçar a carta a muito boa gente que não sabe o que é ser-se civilizado, acho muito bem. Menos acidentes, menos trânsitos, e menos pessoal armado em chico-esperto. Se me calhar a mim vou refilar que é injusto e tal, mas até lá acho uma excelente medida. No entanto, acho que se devia aplicar este tipo de sistema por pontos a outras áreas da nossa sociedade.

Carta por pontos para se ter filhos
Devia haver uma carta de paternidade por pontos. Passo e explicar: todos começamos com 12 pontos e só podemos ter filhos enquanto tivermos saldo positivo. Situações que perdemos pontos:
  • Participar num reality show: -2 pontos
  • Dizer "fizestes" ou escrever "fizes-te": -3 pontos
  • Ter comprado um livro do Gustavo Santos sem ser para oferecer no gozo a alguém: -4 pontos
  • Ir a manifestações por causa dos cortes nos colégios privados: -12 pontos
  • Abandonar um cão: -12 pontos
  • Abandonar um gato: -10 pontos (sim, os gatos valem menos para mim. Lidem com isso.)
  • Ficar ofendido com piadas: -5 pontos
Quem chegar a zero é castrado para que não se reproduza e presenteie o mundo com mais um ser vivo que não vai ter educação em casa.


Carta por pontos para ter acesso à Internet
A Internet está a tornar-se num local desagradável e acho que é preciso fazer uma limpeza. A liberdade de expressão é muito linda, mas não fazia mal a ninguém haver uma espécie de licença para aceder à Internet. Como gosto que as pessoas tenham todas as mesmas oportunidades, em vez de tirar a licença, atribuiria a toda a gente 12 pontos desde início. Situações que levam a perda de pontos:
  • Convidar amigos para jogar Candy Crush: -2 pontos
  • Escrever comentários em maiúsculas: -3 pontos
  • Selfie com duckface e legenda "Simplesmente eu": -3 pontos
  • Partilhar citações foleiras da página Cifras: -5 pontos
  • Casal com perfil conjunto de Facebook: -5 pontos cada um
  • Fazer ameaças de morte: -12 pontos
  • Ter like na página do PNR: -12 pontos
Ao chegar a zero, ia lá a MEO ou a NOS a casa desligar o serviço e partir o router com a cabeça do cliente.

Passe por pontos
Andar nos transportes públicos apenas devia ser possível para quem se sabe comportar em sociedade. Como tal, só deviam ser vendidos bilhetes e passes a quem cumpra as regras. O primeiro passe teria 12 pontos e eis as formas de os perder:

  • Cheiro a sovaco mal lavado pela manhã: -2 pontos
  • Falar alto ao telemóvel: -3 pontos
  • Cortar as unhas no transporte público: -4 pontos
  • Não ceder lugar a uma grávida idosa e deficiente: -5 pontos
  • Telemóvel com música alta: -5 pontos
  • Telemóvel com kizomba alta: -12 pontos
Chegando ao zero, as pessoas tinham de ir de carro. Se também tiverem a carta apreendida, vão a pé que é para deixarem de ser otários.


Carta por pontos para exercer política
Os políticos andam a brincar com isto, a conduzir o país sem respeitar os traços contínuos das promessas e sem fazer pisca a avisar para onde nos estão a levar. Como tal, deveria haver também uma carta por pontos para se exercer política. Mais uma vez, todos começariam com 12 pontos e estas são as situações a ter em conta:
  • Ter sido comentador na televisão: -3 pontos
  • Ter andado numa jota: -4 pontos
  • Promessa em campanha que não foi cumprida: -5 pontos
  • Usar religião em contexto político: -8 pontos
  • Ter um diploma com falsas equivalências: -10 pontos
  • Ser amigo do Cavaco: -12 pontos
Chegando a zero ficariam banidos de qualquer cargo público, político e de administrador em empresas privadas.


Carta de eleitor por pontos
A culpa é tanto dos políticos como em quem vota neles. Portugal está cheio de copilotos que não sabem dar indicações nem distinguir a esquerda da direita e, por isso, sugiro que o cartão de eleitor passe a funcionar também por pontos. A partir dos 18 anos, receberíamos o cartão com 12 pontos e aqui ficam as formas de os perder:
  • Ter ficado sem carta de Internet: -3 pontos
  • Ter ficado sem carta de ter filhos: -3 pontos
  • Ter ficado sem carta de condução: -2 pontos
  • Ter ficado sem passe: -2 pontos
  • Participar num reality show: -2 pontos
  • Ter votado Cavaco mais de uma vez: -12 pontos
  • Ter votado sempre PS ou PSD: -12 pontos
  • Dizer que Portugal precisa é de um Salazar: -12 pontos
Quem chegasse a zero, adivinharam, deixava de poder votar e tinha uma sobretaxa de IRS só para pagar mais do que os outros pelo estado do país.

Quando for eu a mandar nisto tudo tratamos disto e de outras sugestões que possam ter porque eu sou um ditador com bom-senso que ouve o povo.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: