19 de dezembro de 2014

Os textos mais lidos do ano


 Boa tarde, caros leitores e ouvintes, caso sejam cegos e estejam a utilizar algum software que transforma texto em áudio. Hoje trago-vos os textos mais lidos deste ano, que é o único ainda deste blogue.

http://porfalarnoutracoisa.blogspot.pt/2014/08/ser-emigrante-portugues-e-ter-swag.html 
Um texto bonito, que começou por ser parvo e acabou em lamechice. Nos comentários houve guerra aberta de insultos, o que é sempre de valorizar.

Um dos primeiros textos a ser lido por mais que a minha família, excepto o meu pai e a minha mãe e que ainda hoje gosto bastante. Não tem muita piada, mas nem sempre é preciso gargalhar.

O primeiro texto em que fui ofendido como gente grande. Chamaram-me de tudo e mais alguma coisa, mas também houve muita gente a gostar. A minha opinião mantém-se, embora nas próximas eleições provavelmente vá votar porque tenho em mente uma estratégia de marketing guerrilha do caraças. Aguardem para ver.

Teve mais sucesso do que o que era de esperar. Está giro e tal, mas há melhores que poderiam figurar aqui. Se pesquisarem no google por Jessica Athayde, o meu blogue aparece nos primeiros resultados. Agradeço à gorda.

Este sim, o texto em que mais fui insultado e ameaçado, por pessoal que sofreu bullying e não percebeu o real sentido do texto. Pessoal que decidiu que a melhor forma de expressar os seus traumas de infância era ofendendo. Ai, ai, a ironia é uma coisa linda. 

Um texto quando rebentou o caso do Sócrates e após a sua prisão, que versa sobre ele mas também sobre a corrupção no geral.

Um texto sobre essa profissão glamourosa que é ser Engenheiro Informático e que andou por aí a rodar em vários open spaces de empresas da especialidade. Foi dos que mais me deu gozo escrever e recentemente fui ao ISEL e fiz parte do texto em Stand Up Comedy. Foi giro.
 
O famoso facebook do Sócrates, a 2ª parte, que teve menos visibilidade que a primeira mas ainda assim conquistou o 3º lugar. Houve muita gente a pedir que fosse uma triologia mas em princípio não vai acontecer. Talvez pelas eleições faça algo do género.

Touradas, esse tema sempre giro de se falar. Gostei deste texto especialmente porque houve pessoas só a ler o título e ofenderem-me, mostrando que há gente meio atrasada dos dois lados da barricada. Ou então é tudo por falta de tempo, também pode ser. Sinto que está aqui tudo o que eu sinto sobre tourada, de tal forma que nunca mais voltei a escrever sobre ela, a não ser algumas larachas ocasionais.

   
Este texto/imagem chegou a mais de 400 mil pessoas. Foi de longe o post mais visto de sempre e que dificilmente será batido. Por um lado foi giro, mas por outro trouxe muita gente ao blogue que não sabia ao que vinha, e que nas seguintes piadas religiosas/negras/parvas decidiu ofender-me. Bem hajas Sócrates.

E foi isto. Espero que tenha sido um bom ano para vocês, que para o ano estejam por cá ainda e que continuem a ler e gostar das parvoíces que vou escrevendo. É um prazer ter-vos por cá. Mas ainda falamos até ao final do ano. Beijinhos e abraços, ambos sem encostar, já que estamos numa época de respeito.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: