12 de outubro de 2015

Os 10 mandamentos revistos



Os dez mandamentos, escritos por Deus e entregues a Moisés em duas tábuas de pedra, já se encontram bastante desactualizados e há muito que precisam de ser revistos. Na era digital e numa altura em que a Igreja Católica tenta apelar aos mais novos, decidi reescrever os mandamentos para que a juventude de hoje consiga identificar-se mais facilmente com os valores cristãos. Ora vejam lá se assim não faz tudo muito mais sentido.



Original: Amar a Deus sobre todas as coisas
Revisto: Amar o Like sobre todas as coisas

Amar a Deus é coisa do passado. No mundo actual o que se deve amar é o Like: o Like nas fotos a mostrar, subtilmente, o decote; o Like na página de fãs na qual se colocou "Figura Pública" sem que ninguém os conheça de lado nenhum; o Like na foto do sushi que se publicou no Instagram. Não esquecer, claro, o Like nas fotos de crianças a morrer à fome, que é o equivalente a rezar pela paz do mundo: não serve de nada. O Like é vida, é ego e auto-estima. Amai o Like, o Comentário e a Partilha. Ámen.


Original: Não usar o Santo Nome de Deus em vão.
Revisto: Não identificarás o amigo bêbedo numa fotografia.

Faças o que fizeres nunca identifiques, sem autorização, um amigo ou conhecido numa fotografia da noite passada. Esteja ele bêbedo ou não, pode ter dito à namorada que tinha ficado em casa a estudar e omitido que foi ao Caxaça roçar-se em menores badalhocas da Margem Sul. Faz como Jesus e partilha uma fotografia da última ceia quando ainda estavam todos sóbrios. As raparigas também nunca devem identificar as amigas em fotografias nas quais elas não estejam com o cabelo e a maquilhagem impecáveis, para não lhes estragar o engate ao perceber-se que, afinal, as fotos de perfil eram só jajão.


Original: Santificar Domingo e festas de guarda.
Revisto: Ressacarás ao Domingo.

Um dos poucos mandamentos que se mantém intacto, embora por razões diferentes. O Domingo continua a ser sagrado mas não para se levantarem às sete da manhã para ir à missa. Ao invés, chega-se a casa a essa hora, já com dois pães com chouriço e um caldo verde no bucho. Podem beber sangue de Cristo, que dizem que beber é a melhor forma de curar a ressaca. Não comam é hóstia! Faz cimento no estômago e gases muito pouco santos.


Original: Honrar pai e mãe (e os outros legítimos superiores).
Revisto: Bloquearás o pai e a mãe no Facebook (e o chefe).

Uma regra de ouro para a juventude, já que hoje em dia se expõe mais a vida aos desconhecidos e "amigos" do Facebook do que à própria família. Bloquear os familiares directos é uma regra de ouro para quem quer usar o Facebook para dar estatuto. Nada pior do que verem um comentário da vossa mãe, ou pai, numa fotografia em roupa artística, qual Maria Madalena das barracas. Nada pior do que verem o vosso pai a comentar "Ganda peida ó jóia!", numa fotografia vossa que lhe apareceu no mural sem ele perceber que era a própria filha. E claro, não querem ser identificados em fotografias da vossa adolescência, que a vossa mãe decidiu publicar por achar que o acne, o aparelho e a roupa dos anos 80 vos ficavam a matar.


Original: Não matar (nem causar outro dano, no corpo ou na alma, a si mesmo ou ao próximo)
Revisto: Nunca apagarás a conta de Facebook

Por muito tempo que te ocupe, por muito que te faça conviver pouco ou nada no mundo real, por muitas ofensas que te façam, por muito cyberbullying que sofras, nunca deverás apagar a tua conta de Facebook, ou estarás morto para todo o mundo. Deixarás de receber convites para festas de aniversários, casamentos e deixarás de saber quando os teus amigos anunciam a gravidez com a foto de uma ecografia que podia ser de um exame ao intestino por causa de uma prisão de ventre prolongada. Se o Like deve ser amado acima de todas as coisas, então o perfil de Facebook deve ser conservado mesmo que tenhas Instagram, SnapChat e Tinder. Se o apagares serás crucificado nos murais públicos das redes sociais e olhar-te-ão de lado, qual leproso bicho-do-mato.


Original: Não pecar contra a castidade
Revisto: Não preservarás a castidade para além dos 14 anos

Os tempos mudaram e se queres integrar-te e fazer parte da tribo urbana dos teus colegas, terás de sacrificar a tua santíssima trindade o mais cedo possível. Ser virgem depois do 8º ano é muito old school, então se já tiveres chumbado ninguém espera de ti outra coisa. Publica fotografias do rabo e do decote, a fumar e a beber, aceita os pedidos de amizade de desconhecidos e aceita os convites que te fazem para irem ao Urban beber um shot. Só se vive uma vez #YOLO. Vive a vida louca #CARPEDIEM. Ajoelha e olha para cima que o pai está no céu #ÁMEN.


Original: Não furtar
Revisto: Não farás facejacking

Se alguém deixar o computador desbloqueado ou o telemóvel sem código ao teu lado, não deverás furtar-lhe a identidade e colocar posts de cariz homossexual no seu perfil. Não deverás fazer like com a sua conta em páginas de gosto duvidoso como a do Gustavo Santos. Facejacking, nos dias de hoje, é pior do que roubar o cartão do cidadão e deixá-lo no local de um triplo homicídio. É pior do que deixar a carteira roubada de um padre dentro da fralda de uma criança. O único furto admissível é sacar torrents. O que Deus semeou, todos podem fazer download.


Original: Não levantar falsos testemunhos.
Revisto: Não colocarás fotos falsas no perfil do Tinder.

Mentir é feio, mas só em alguns casos. Uma coisa é mentires aos teus pais que estás em casa de uma amiga a estudar e na realidade estares no S. Francisco Xavier a receber soro depois de teres virado duas garrafas de vodka do umbigo da tua amiga gorda. Isso são mentiras benignas e Deus não castiga. Agora, colocar uma fotografia falsa no perfil do Tinder, ou uma verdadeira mas de quando tinhas 10 quilos a menos, é induzir as pessoas em erro e não se faz. Deus está atento a estas coisas e encarregar-se-á de te castigar, ao promover um encontro com alguém com fetiche por chicotes e coroas de espinhos. Tentativas de contornar este mandamento, tirando fotografias de cima e num ângulo enganador, também devem ser punidas.


Original: Não desejar a mulher do próximo
Revisto: Não farás likes nas fotos de perfil da mulher do próximo

Há mandamentos que nunca mudam e este é um deles. Mantém-se igual mas adaptado às novas tecnologias: nunca gostes das fotografias das namoradas dos teus amigos, ou dos namorados das tuas amigas. Nunca o faças, especialmente, em fotografias de bikini e tronco nu e em fotografias de perfil de há dois anos, dando a entender que és alguém que se está a esforçar demasiado a tentar manchar a amizade com nódoas brancas de amor proibido. «Bros before hoes», já dizia Jesus quando discursava aos seus followers. Não sejas um Judas.


Original: Não cobiçar as coisas alheias
Revisto: Não marcarás compras em mão de artigos do OLX para depois deixares o vendedor pendurado

Há que ter respeito por quem vende artigos usados na Internet. Vê, pesquisa e imagina como seria a tua vida se tivesses aquele sofá ratado, aquele microondas enferrujado ou aquele dildo Rambo XXL em segunda mão. Mas, embora possas sonhar, nunca faltes ao respeito e marques encontros para entrega em mão para depois não apareceres. Pede factura sempre, e se o vendedor disser que não tem, diz que és o cliente mistério das Finanças, só para ver a cara dele.


E é isto, possivelmente um dos textos mais parvos que já escrevi. Espero que passem a mensagem e que não quebrem estes mandamentos, para conseguirem ter um lugar no céu do ciberespaço. Em nome do Like, do Share e do Coment Santo. Ámen.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: