14 de fevereiro de 2017

Ele tem outra: o que devo fazer?



É dia de São Valentim e esta é a centésima edição do "Doutor G explica como se faz"! Mentira, não faço ideia, mas já foram muitas. Por esta altura, estava à espera de já ter sido reconhecido pela Associação Portuguesa de Sexologia, mas enfim. Um gajo da Buraca não tem cunhas em lado nenhum.


Ora viva, caro Doutor G. Em tempos de outrora, houve uma altura em que até tinha umas amigas só que como sou um rapaz tímido nunca consegui faturar com nenhuma delas. Mas, durante o 10º/11º ano deixei de me relacionar com gajas, porque a minha turma era só pixota e então deixei de ter amigas e de saber falar com elas. Desde essa altura que me tornei um conas, um xoninhas e, às vezes, quando está alguma gaja no grupo de amigos eu retraio-me pra caraças. Há uns tempos ainda andei a falar com uma rapariga que era da minha escola só que não deu em nada! Portanto, doutor, venho aqui pedir ajuda para deixar de ser um conas com as gajas. 
J.M, 17, Terra dos Xoninhas

Doutor G: Caro JM, se o Doutor G conseguisse com que deixasses de ser um xoninhas apenas com meia dúzia de frases, o Doutor G seria milionário porque nunca o faria de borla. Fosse esse o caso e o Doutor G venderia mais do que o Gustavo Santos e todos os livros de auto-ajuda juntos, embora sejam quase todos comprados por mulheres. Com 17 anos eu também era meio xoninhas, e hoje sou uma espécie de David Copperfield da Buraca, sempre a espalhar magia. Por isso, ainda há esperança para ti. Até lá, é tentar. É não ter medo de fazer figuras ridículas e dizer baboseiras, já sabendo que isso vai acontecer e que a velha máxima «O não é garantido» é mesmo verdade. Vai doer-te no ego, sim. Vais para casa chorar no banho, sim, mas depois custa-te menos. Deixo aqui um fluxograma que te pode ajudar:



Olá Dr. G, é normal um homem ter ficado "solteiro" recentemente (há menos de um ano), iniciar e investir numa nova relação, mas ainda manter fotografias com a ex namorada nas redes sociais? E aqueles que não eliminaram o estado "numa relação com xx" ou que ainda são amigos/seguem-se um ao outro?    
Anónima, 31, Leiria

Doutor G: Cara Anónima, não é normal. Ponto. Manter fotos é parvo, manter o estado de namoro, não só é parvo como, provavelmente, ele te mente e ainda está com ela. A não ser que ela tenha morrido e lhe custe deixá-la ir para o céu do Facebook. Ser amigo do ex é como guardar calças à boca de sino que já não se usam a pensar que um dia podem voltar a ficar na moda. É parvo.


Boas Doutor G! Antes de mais sou um grande fã e já comprei o seu último livro que está fantástico!! Acabei com a minha namorada e passado um tempo comecei a envolver-me com outra rapariga. Esta nova rapariga sabe que fiquei amigo da minha ex, embora diga que confia em mim, noto algum ciúme visto que a minha ex ainda tenta que voltemos a namorar. O maior problema vem agora é que ambas me querem e eu gosto ainda da minha ex só que esta rapariga é que me tem feito bem. Às vezes penso ter uma luta pelada com a minha ex só que não o faço por respeito a ela (que não sabe que ando envolvido com outra pessoa) e à outra rapariga. Apesar de não ter nada sério com nenhuma delas será que deva ter uma festa de xixa com as duas? Parar de ser parvo e deixar-me estar só com uma? Ou dizer à minha ex que tenho outra pessoa?  
 Anónimo, 19, Marte

Doutor G: Caro Anónimo, obrigado por teres comprado o meu livro que, já agora, aproveito para relembrar que está à venda nas FNACs, Bertrands e outras livrarias e aqui neste link com desconto e portes grátis. Portanto, a rapariga com quem andas atualmente confia em ti, embora tenha algum ciúme, dizes, para depois afirmares que ainda gostas da tua ex. Realmente, as mulheres têm ciúmes por tudo e por nada! Ora bem, vou tentar responder à tua dúvida em forma de silogismos, só para a minhas professoras de filosofia do secundário se sentirem melhor com elas próprias a ver que a sua vida sempre serviu para alguma coisa:
  • A: Gostar pressupõe honestidade.
  • B: Anónimo não é honesto com a ex-namorada.
  • C: Logo, Anónimo não gosta assim tanto da ex.
  • D: Todo o homem que gosta da ex está indisponível para amar outra pessoa.
  • E: Anónimo gosta da ex.
  • F: Logo, Anónimo não gosta assim tanto da rapariga actual.
Logo, pelas inferências C e F pode inferir-se que não gostas de nenhuma e devias estar sozinho. Não querendo estar sozinho, devias ser honesto com ambas e ver se consegues ter festa a três ou se tem de ser a cinco contra um.


Olá Doutor G, estou a viver um drama! Descobri que o rapaz que me anda a engatar namora. Segundo o facebook namora desde 2013. Em Setembro de 2016, veio-me buscar pra dançar (de dia) à frente de TODAS as faculdades com toda a gente a ver. Passadas duas semanas demos uns beijinhos na noite à frente de toda a gente. Queria-me levar pra casa, mas não fui. Desde aí, sempre que me vê manda mensagem a perguntar se era eu. Nada mais. Desde Dezembro que anda a dar like nas minhas fotos de antigamente. Ontem meteu conversa comigo pra combinarmos um café, etc.etc. Que devo fazer?
Mafalda, 21, Lisboa

Doutor G: Cara Mafalda, ai o drama, o horror, a tragédia! Sabes porque é que não é drama? Porque tu podes dizer-lhe «Ai namoras e andas a fazer-te a mim, meu cabrão?» e manda-lo dar uma volta. E pronto, acabou-se o drama. Fácil. As mulheres é que complicam e sabes porquê? Porque te deu um gostinho especial saber que ele tem outra. Fez subir a tua cotação no mercado e quanto mais gira ela for melhor tu te sentes. O que deves fazer? Primeiro, se queres algo mais do que funaná pelado, deves confrontá-lo com isso e ver o que ele diz. Vou já arriscar que ele vai dizer uma desta seguintes frases:
  1. «Sim, mas é como se já não namorássemos. Já estamos afastados e é uma questão de tempo.»
  2. «Estamos a dar um tempo para ver o que realmente queremos.»
  3. «Descobri que ela me traiu.»
  4. «Ela não me dá atenção e sinto-me mal e em baixo e preciso de alguém que me dê valor.»
  5. «Ela está a passar uma má fase e descarrega em mim. Eu tento ajudá-la, mas ela cada vez me afasta mais. Eu também preciso de atenção e de me sentir desejado.»
Curiosamente, são também as frases utilizadas por mulheres que pulam a cerca. Bem dizem as feministas que somos todos iguais. Por fim, se só queres dar umas voltas, deixa-te estar calada. O problema é dele e se mencionares isso ele vai afastar-se. Não por remorsos, mas porque vai ter medo que tu te chibes à namorada. O que leva a maioria dos homens a não trair é o mesmo que os leva a não assaltar um banco: não são os princípios morais, mas sim o medo de ser apanhado.


Olá Doutor G, somos um casal extremamente feliz e satisfeito a todos os níveis. Somos extremamente cúmplices e bastante preocupados com o prazer um do outro. Tanto que, eu como namorado atrevido lhe comprei um vibrador para apimentar a relação, porém hoje ela só quer usar o vibrador, e quase não praticamos a luta Greco romano um com outro, apenas treinos com a ajuda um do outro... qual será a justificação? Será a elevada potência do vibrador ou o baixo rendimento do meu "amigo"?
Anónimo, 19, Porto

Doutor G: Caro Anónimo, há estudos que dizem que os pipis se podem viciar em vibradores. Não pelo seu tamanho, mas pela vibração rápida que nenhuma língua ou dedo de idoso com Parkinson conseguem imitar. No entanto, nenhuma mulher troca um pénis suculento e que trabalha com mestria por um objecto inanimado e a pilhas. Por isso, parece-me que estarás a fazer mal o trabalho. No entanto, que tal utilizarem o vibrador enquanto estão à bulha pelados, para aumentar o prazer da donzela enquanto tu vais aprendendo e melhorando com o tempo? Faz o seguinte: estimula-a com o vibrador até ela ficar naquela ponto em que todos os problemas da vida desaparecem. Nisto, tiras o vibrador e metes o teu pau-de-sebo rapidamente para que ela atinja o orgasmo e assim começar a associar o clímax ao teu bracinho-sem-mão. Tens é de ter cuidado com a transição, porque quando uma mulher é interrompida quando está quase a vir-se torna-se numa espécie de bicho possuído por Satanás.


Oi Doutor, namorei com um jovem a mais ou menos cinco anos atrás, onde eu tinha cerca de 15 anos de idade e estudávamos na mesma escola, mas acabamos por terminar. Desde então, ele diz que eu sou o amor da vida dele, que nunca me esqueceu, mas já segui em frente e estou num relacionamento a mais ou menos quatro anos. Penso que o meu ex está obcecado porque ele não sabia onde morava e andou pelo meu bairro até conseguir saber onde moro e acabou mesmo por descobrir. Desde então vem na minha casa sem ser convidado! Estou desesperada porque não quero estragar meu novo relacionamento, estou muito feliz mas ele não entende continua a insistir. Até cheguei a descobrir que para além de mim tem mais duas no qual ele jura que não mas pouco me importa só quero que ele pare de achar que me ama porque ele não me ama. Já ameacei levá-lo a polícia. Estou desesperada porque não sei mesmo o que fazer. 
Anónima, 20, Lisboa

Doutor G: Cara Anónima, percebo o teu desconforto. Não há nada pior do que descobrirmos que o nosso stalker tem outras pessoas. Foi o mesmo que as vítimas do violador de Telheiras sentiram ao saber que eram apenas uma em muitas e que não foi por serem especiais. Não o leves à polícia que isso dá trabalho, chama antes a polícia para que venha até ele. Andar a rondar a casa e aparecer sem ser convidado, é motivo para uma queixa. Ou isso ou o teu novo namorado que o vá receber à porta com um taco de basebol, um pepino e um dildo só para o confundir. É isto, não te posso ajudar muito mais. Chama a polícia ou contrata uns manfios do bairro para lhe acertarem o passo. Conheço uns que fazem barato e posso descer a minha comissão só por ser para ti.


Obrigado a todos e, se ainda não compraram a prenda do dia dos namorados, aqui fica uma excelente sugestão dada por uma pessoa que fodeu muita gente e outra que foi uma estrela da indústria pornográfica:
Comprar neste link ou em qualquer FNAC. Até para a semana e continuem a enviar as vossas dúvidas para porfalarnoutracoisa@gmail.com. 


Partilhem e façam amor à bruta porque de guerras o mundo já está cheio.






Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: