21 de fevereiro de 2017

Ser solteiro vs rotina de uma relação longa.



Mais uma terça-feira, mas uma consulta "Doutor G explica como se faz".


Olá Doutor G, em primeiro lugar sou um grande fã e tenho lido o seu livro, que está 5 estrelas. À 4 meses eu e a minha ex acabámos. Desde ai tem sido um deserto em termos de luta pelada. Apesar de ser um tipo tímido, tenho tentado. Simplesmente as raparigas com que eu tentei falar deram pra trás. Sendo que tinha sido a minha primeira o mais provável é eu estar a fazer algo de errado, mas não faço a menor ideia o quê. Será que estou a fazer alguma coisa de errada? E, já agora, pode dar alguns conselhos nesta matéria uma vez que sou iniciante?  
JC, 22, Coimbra

Doutor G: Caro JC, obrigado por teres comprado o meu livro, (à venda neste link) mas não deves ter lido com atenção, caso contrário saberias conjugar o verbo haver. Toma nas orelhas que já almoçastes. Estou a gozar, é almoçaste. Uma rapariga inteligente pode deixar de ter interesse em ti com base nos erros ortográficos do chat, por isso, o melhor será investires nas mais burras. JC, estou farto de responder a dúvidas do género, pá. Não há segredo. É tentar. Falar. Implorar. Alguma irá querer. A rejeição faz parte da vida dos homens e tens de te habituar e não desanimar. Quanto mais te habituares à rejeição, mais confiança irás ter e as mulheres têm um nariz especial que detecta machos confiantes à distância. Não estás a fazer nada de errado, estás só a ser tu mesmo e isso às vezes prejudica porque podes não ser muito interessante. Estou a fazer sapateado em cima do teu ego para o calejar e te ajudar. É tough love, não é sadismo. Usa apps de dating e sai à noite com os amigos. Vive. Tens 22 anos e ainda vais conhecer muita gente e fazer muito sexo. As tuas iniciais são JC e só isso é uma arma para sacar miúdas católicas que, ao contrário do que se possa pensar, são as que mais facilmente irão cair-te no colo para meter um terço na mão e dois terços na boca.


Excelentissimo Dr G., em 22 anos de vida nunca consegui ter uma relação séria. Acho que assusto os homens, sempre que estou a conhecer alguém e penso “vai ser agora, acho que é desta” e isto passa por vários cafés, passeios, conversas de horas, etc, eles deixam de falar comigo, sem motivo aparente! Já conheci pessoas na vida real, nas redes sociais, em aplicações, mas o desfecho é sempre o mesmo. E muitas vezes esses rapazes aparecem uns meses depois com namorada nova e aí é que não entendo. Já tive vários rapazes a fazer-me propostas de "aventuras" e até tive 2 casos que duraram uns mesitos mas que não passaram de uns momentos debaixo dos lençóis e decidi-me que não era o que queria. Quero ter um namoro sério e ando à quase 4 anos... acha que vou ficar solteira para sempre?   
Raquel, 22, Porto

Doutor G: Cara Raquel, parece-me que eles deixam de falar contigo porque a coisa não passa de vários cafés, passeios e horas de conversa e festa rija no leito que é bom, nada. Se vais para um primeiro encontro com a postura do «Este tem de ser para casar.» claro que a coisa não vai correr bem. Os homens têm um radar para detectar desespero e percebem que de cada vez que se baixam para atar os atacadores tu ficas a pensar que te vão pedir em casamento. O segredo está em ires com calma. Queres forçar uma relação séria com um gajo que não vale a pena (a maioria)? Não. Então não forces. Deixa andar. Se a coisa se der, deu-se. És nova e os ovários não estão a secar. Quando dizes que andas à 4 anos a tentar, parece-me que podes ter o mesmo problema do JC. Se quiserem posso fazer de cupido e apresentar-vos que assim só se estraga um dicionário. Bem, aproveita a tua fase solteira, por muito longa que for, porque um dia vais sentir-lhe falta. O teu príncipe encantado está já ao virar da esquina, não é o que dizem? Mentira. Não há príncipes encantados e quando os há vocês trocam-nos por um badboy sarrabeco que vos trata mal.


Caro doutor G, nem sei se procuro ajuda ou apenas um desconhecido que espete com isto na net para eu desabafar. É o seguinte, tenho um namoro de anos e a minha vida sexual é uma merda! Nos primeiros tempos foi muito bom, era com cada esfoliação ao bicho que até ficava a arder para fazer xixi. Agora o apetite sexual dela é muito pouco, e quando lhe apetece é pumba pumba até ela estar satisfeita e eu acabo a fazer sexo com uma espécie de ser inanimado que nem geme, nem abre as pernas ou empina o rabo etc. Não ponho a hipótese de ela me andar a trair, ou não gostar de mim. Simplesmente acho que passou o entusiasmo do "fator novidade" e ela não é grande coisa na cama. Tirando isso sou muito feliz com ela, gosto mesmo dela é sei que ela gosta de mim, mas a minha vida sexual é tão aborrecida que ando com vontade de pular a cerca. O que devo fazer? Masturbar até passar?
De Alberto Constantino de Melo, 34, Porto

Doutor G: Caro De Alberto, é um caso muito comum em casais de longa data. Cabe aos dois falarem sobre o assunto e verem formas de apimentar a relação, sendo que se usarem mesmo pimenta é capaz de te voltar a arder a fazer xixi. Grande, grande trocadilho. Ao nível dos melhores escritores mundiais. Bom, sendo que ela não empina o rabo nem abre as pernas, por um lado é bom que não gema nem faça barulho pois podia ser sinal de que a estavas a violar. Formas de apimentar a relação:

  • Brinquedos sexuais. Compra cenas marotas, sendo que se comprares dildos opta sempre por um mais pequeno que o teu pénis. Caso contrário, se ela ficar maluca com aquilo vais saber a razão da sua falta de apetite contigo.
  • Ajuda nas lides domésticas: há estudos que dizem que os homens que ajudam em casa satisfazem melhor as suas parceiras na cama já que as libertam de várias tarefas que lhes ocupam a cabeça a as stressam. Não é por acaso que faço o jantar todos os dias, até porque se não o fizesse iria morrer à fome.
  • Se for a vossa cena, façam swing. Cuidado com as doenças, caso contrário vai voltar a arder-te a fazer xixi. Grande, grande callback.
  • Investiga o histórico de internet dela para perceber que tipo de pornografia ela vê e poderes dar vida aos fetiches dela. Se ela só pesquisar por «Gangbang big black cocks» já sabes que a tens de levar a ver jogos da NBA. Atenção no role-play que fazer black-face ou black-dick é racismo.
Pode dar-se o caso de só agora teres percebido que são incompatíveis sexualmente e, nesse caso, ou vais conformar-te e esperar que o teu desejo sexual vá pelo cano abaixo, ou vais pular a cerca. Não aconselho uma nem outra, antes pelo contrário.


Olá Dr. G! Modéstia à parte, considero-me uma rapariga gira e boa e, bem, gosto muito de fazer sexo! Mas a verdade é que o meu namorado de há 2 anos trata-me como uma princesa na cama! Já lhe expliquei que na cama não quero ser princesa nenhuma, mas ele diz que “uma dama” deve ser tratada com ternura... Acabei por pesquisar na net e encontrar festas para adultos, com ar super sexy, em que todos os participantes usam máscara! Achei top e, sabendo que não ia ser apanhada, inscrevi-me, arranjei uma desculpa ao meu namorado e no sábado lá fui à festa. E curti para o mundial! Ontem, ele propôs-me irmos os 2 a, precisamente, uma dessas festas! Fiquei verde e sem saber o que dizer. Que faço Dr. G? Finjo que nunca fui e aceito ir? Digo nem pensar e continuo a ir sozinha? Digo que fui? E explico-lhe que é só sexo e que, no fundo, o que gostava era de ir com ele fazer, como tu dizes, lutas greco-romanas? Lá no fundo, era o que gostava, porque o amo, mas tenho medo que ele me ponha nas couves se descobrir que já lá andei. Socorro, Dr. G!
Anónima, 27, Lisboa

Doutor G: Cara Anónima, foste a uma festa e fizeste sexo com desconhecidos sem dizer ao teu namorado? Agora aguenta. As tuas hipóteses são as seguintes:

  • Fingir que nunca foste e aceitar ir - chegas lá e alguém te reconhece devido a um sinal que tens no interior da coxa e pergunta «Olha, a menina outra vez. É o do costume? Um vodka e três moçambicanos?»
  • Dizes que não e continuas a ir sozinha - se queres ser uma cabra é contigo.
  • Dizes que foste - és sincera e arriscas que ele te dê um pontapé, sendo que se estão a ponderar fazer swing não me parece que ele vá ficar muito chateado. Quanto muito diz que agora tem créditos para gastar e que tem de comer duas gajas para ficarem quites.
Mas bem, se queres sexo à bruta com o teu namorado e ele não alinha, para além de namorares com um xoninhas, tens de lhe dizer que sem isso, vais andar insatisfeita. A melhor forma de conseguires que ele te dê com força e te açoite é riscar-lhe o carro a estacionar e dizer que não tiveste culpa, que o problema é do carro que tem a frente muito grande. Normalmente, depois disto, qualquer homem tem vontade de dar duas lambadas na mulher. Põe-te de quatro e deixa-o descarregar a raiva.


Boa tarde Doutor, tenho um namoro estável e feliz a mais de meia dúzia de anos, porém o raio da moça gosta pouco de chafurdar, se calhar porque vivemos com os nossos pais e a única maneira de nos afundarmos um no outro é no carro a meio da noite. As desculpas que ela dá nunca são dores de cabeça nem nada disso, é sempre que não lhe apetece ir para lá... e ai de mim que insista, só faço pior e a abstinência aumenta... Quanto à minha prestação ela diz que sou bom, a prova disse é que ela alcança o orgasmo sempre, e até sou muito bom de língua, excecional, dito por ela. A minha questão é a seguinte: devo continuar a minha vida feliz e meia assexuada ou devo procurar uma segunda opinião acerca da minha performance?
Jaime, 25, Santa Comba de Assobia

Doutor G: Caro Jaime, como está o tempo aí por Santa Comba de Assobia? Húmido? Ah, não, está seco, tal como a tua namorada e ao contrário dos teus testículos. Sou nojento. Bem, se não são compatíveis sexualmente, a relação não tem futuro. É assim a vida. O sexo não é tudo, mas é muita coisa. O dinheiro também não é tudo na vida, mas sem ele um gajo falece à fome. Compreendo que a rapariga possa não se sentir confortável a efectuar o coito no carro. Pode sentir-se exposta e insegura e fazer com que não consiga descontrair e aproveitar. Sugiro que testem um motel a ver no que dá. Se resultar, o problema não é teu nem dela, mas sim do contexto. Fazendo esse despiste, tudo fica mais fácil. Se ela continuar a só querer de vez em quando, é a vida. Há pessoas assim, tanto homens como mulheres. Tentem outras coisas se for esse o caso. Como uma vez um rapaz me disse numa festa académica «Convidas-li-a a jantar em tua casa, ya. Depois fazes uma sangria com fruta, vinho forte e duas aspirinas. Ela fica maluca, sócio. Agarra-te bem que ela vai-te montar-te até te deslocar-te a bacia.». Nunca experimentei.


Boa noite Doutor G, quero desde já dizer que o acho um génio e que devia sim ser reconhecido pelo trabalho que faz nesta rubrica, que é excelente. Recentemente, um rapaz, que já conheço desde a básica, mas nunca tivemos qualquer tipo de contacto, começou a mostrar um enorme interesse por mim. Ele afirma que quer realmente ter "uma cena" comigo, e que quer ver "no que isto dá", e que quer "tentar", mas ao mesmo tempo parece que só quer praticar luta Greco romano, o que me deixa confusa. Confesso que não é de todo um panorama que não desgoste, mas também não sei se quero ser levada e rotulada como "amiga do sexo" e porque, como acabei recentemente um relacionamento, não me quero já prender a uma pessoa e sim aproveitar mais um bocadinho enquanto não tiver idade para casar e ter filhos. Estarei a ser fácil demais ao dar-lhe já a minha caixinha da pandora?  
Anónima, 20, Lisboa 

Doutor G: Cara Anónima, obrigado por começares a tua dúvida a constatar o óbvio. Quanto à tua questão, vou responder em forma de fluxograma.
É isto. Se não te importas se ele só quiser sexo e até vês isso com bons olhos, força nisso. Aproveita. Se não queres nada sério, não te envolvas. Se te envolveres é porque te apaixonaste e já queres algo sério. Se ele depois não quiser, azar. É a vida.


Obrigado a todos e, como sempre, até para a semana. Não partilhem que não é preciso. Leiam às escondidas sem partilhar com os vossos amigos e depois venham chorar quando o Doutor G fechar as portas. Só falsos puritanos.


Façam amor à bruta porque de guerras o mundo já está cheio.






Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: