11 de abril de 2017

Homens sem iniciativa sexual



Esta será a última consulta de sempre do Doutor G. Estou a brincar! A quem se assustou, relembro que se gostam assim tanto podem comprar o livro do Doutor G que tem muito material que nunca foi publicado online. Clicando aqui podem comprá-lo com 10% de desconto e com portes grátis. Bem, vamos lá a mais um "Doutor G explica como se faz". 


Olá doutor G! Tenho um amigo que além de o afirmar, já deu provas de que prefere beber do que praticar lutas greco-romanas debaixo dos lençóis e ainda assim, elas caem-lhe aos pés, qual deus grego do desejo, como caem os salmões na boca do urso quando tentam subir o rio para desovar... O gajo não mexe uma palha! No extremo oposto estou eu, que embora não desgoste de beber uns copos e perder algum discernimento, preferia uma boa noite de funaná pelado com praticamente todas as tipas que me passam à frente (penso que sou ginecómano) e apesar de tentar de tudo para que que elas reparem em mim continuo a minha travessia do deserto. As que reparam, ou são feias ou são medonhas e nesse caso junto-me ao meu amigo e vamos os dois para os copos. Ajude-me doutor. Preciso dos seus conselhos e dicas para me tornar num homem de sucesso na arte do engate. E já agora, será que tem uma explicação para o fenómeno do meu amigo?
Alfredo, 21, Guimarães

Doutor G: Caro Alfredo, a mulher é um bicho que cheira o desdém e desinteresse por parte de um macho. Por muito que elas gostem de negar, há algo em muitas mulheres que as puxa a tentar seduzir um homem que não se mostra interessado nelas. Tomam como um desafio e uma ofensa e precisam de mostrar a elas próprias que conseguem enfeitiçar aquela jibóia anã com movimentos pélvicos circulares. Obviamente que nem todas as mulheres são assim, mas parece-em que é isso que está a acontecer com o teu amigo e não contigo, que deves andar na discoteca de língua de fora feito perdigueiro quando lhe cheira a perdiz de asa escangalhada. A mulher tem um olfacto apurado para o desespero e não há nada que seja maior anti afrodisíaco para elas do que um homem desesperado. Já para a maioria dos homens, o desespero feminino é a sua única hipótese de terem sorte. Esta teoria a juntar ao facto de provavelmente o teu amigo ser muito mais bem parecido do que tu ou de ter um relógio que custa vinte mil euros.


Caro Doutor G, sou caloira no curso Biologia Aplicada da universidade do Minho. Desde já , agradeço as suas publicações á terça-feira, salvam as nossas aulas de estatística!  Mando-lhe Mail, pois o doutor que gostava que me apadrinhasse é um devoto do Doutor G, por isso, penso que uma publicação (talvez com um crucigrama) no seu blog seria excecional para que ele tomasse a decisão certa!  
Bruna Silva, 18, Guimarães

Doutor G: Cara Bruna, isto realmente é só pedir pedir e nada em troca. Ainda por cima colocaste no assunto do email «NUDES» e nada. Enfim, aproveitam-se da boa vontade do Doutor G. Só porque estou de boa disposição aqui vai o fluxograma, já que crucigrama, pelo que vi no Google, é a nomenclatura em espanhol para um jogo de palavras e parece-me parvo usar isso neste contexto.


Boa tarde doutor G! Eu tenho 20 anos e estou neste momento numa relação não assumida com uma rapariga 3 anos mais nova. Ela é sem duvida nenhuma uma rapariga excecional e bastante inteligente (já para não falar no bom gosto musical dela que é essencial). Estamos juntos há cerca de 8 meses e estava tudo a correr bem tirando o facto dela não querer fazer sexo comigo... A única explicação que vejo para isto é o facto de ela ser virgem e ter receio de se vir a arrepender ou então o facto de eu ser virgem e ela achar que não lhe darei o que ela precisa/quer. Apesar disso e de diversas conversas que já tivemos sobre o assunto, continuamos muito íntimos e sempre que estamos juntos tem de existir qualquer ternura aos órgãos genitais um do outro pois não conseguimos controlar (principalmente eu, admito). O que devo fazer? Começo a sentir-me um pouco mal com o facto de ser virgem e começo a pensar em deixa-la, mas ao mesmo tempo eu sou do tipo romântico (infelizmente) e gosto bastante da rapariga. 
Anónimo, 20, Coimbra

Doutor G: Caro Anónimo, seu pedófilo maroto, a querer tirar a virgindade a raparigas menores de idade! Safadão! Bem, obviamente que tendo tu 20 anos e ela 17 não há problema que felizmente não estamos nos Estados Unidos onde irias preso e colocado na base de dados de predadores sexuais para sempre. Ora bem, ocultaste um detalhe importante que é o tempo há que vocês têm uma relação não assumida. Aliás, se calhar o problema vem daí. As mulheres tendem a querer perder a virgindade com um namorado que gostam muito e o facto de não assumirem a relação pode estar a fazer-lhe ficar de pé, e apenas pé, atrás. Se gostas mesmo dela, qual é o problema de assumir? É tua irmã e os teus pais tiram-vos a mesada? De qualquer das formas, se gostas dela tens de ter paciência e perceber que ela pode não estar ainda preparada. Percebo que andes com erecções de partir nozes que tens de prender no cinto das calças, mas a vida nem sempre nos dá o que queremos quando queremos. Trata-a bem e mostra-lhe que gostas mesmo dela, mas só se sentires isso mesmo. Se lhe disseres que a amas só para ela abrir as pernas é umas merda de pessoa. Uma última nota: quando dizes que ela não quer fazer sexo contigo, isso não quer dizer que quer fazer sexo com outros, certo? Agora é que é a última nota: espero que não lhe digas «Adorava fazer-te ternuras nos órgãos genitais», caso contrário percebo por que é que o pipi dela se encolhe e se fecha qual ostra a guardar a sua pérola do pirata taberneiro-romântico.


Ex.mo Dr G, namoro com um rapaz desde Janeiro deste ano, mas já nos conhecemos desde Agosto e ainda só andamos nos beijinhos e amassos, nada mais. À frente dos amigos mostra-se muito esfomeado pela minha menina, mas quando estamos sozinhos nunca tentou nada. Por um lado, valorizo o facto de não me pressionar, mas por outro deixa-me intrigada porque não é um comportamento masculino muito comum... Já tentei "picá-lo" de diversas formas, nomeadamente enviando fotos mais atrevidas sem ele estar à espera, contar-lhe qual é a  lingerie que estou a usar, tentar calendarizar com ele um tempo a sós, etc. Ele mostra-se interessado e entusiasmado, mas não passa disso! Estou mesmo apaixonada por ele e tudo indica que ele também. Sinto-me um homem, porque não vejo a hora de lhe saltar para cima! Será que ele não gosta assim tanto de mim ou será que está inseguro em relação a algo?
Anónima, 23, Coimbra

Doutor G: Cara Anónima, é chato sentirmo-nos como um homem não é? É bem feito para não andarem aí com essa coisa da igualdade e não sei quê armadas ao pingarelho que isto de ser homem é só coisas boas. Agora é assim, a mulher tem de sofrer e tomar a iniciativa e levar para trás várias vezes até conseguir ser molhada pelo pincel. Agora a sério, a emancipação e afirmação sexual feminina assusta muitos homens que são inseguros por natureza e que têm medo de não estar à altura do acontecimento. Para facilitar a conversa, vou auxiliar-me de um pie chart enquanto não há *creampie para ninguém. Fui, ao mesmo tempo, muito técnico em termos de matemática e de pornografia.
Como podes ver, a população na categoria "Não gosta da rapariga" é inexistente já que isso nunca é razão para um homem rejeitar sexo. Ele está inseguro em relação à sua performance, muito provavelmente. Prende-o à cama e monta-o que nem o pónei manso que ele é. 

*Em relação ao creampie, duas coisas: primeiro, não aconselho porque acho que devem usar preservativo. Segundo, se pesquisarem nas imagens do Google por creampie, o resultado vai ser tartes de creme e não e bem disso que estou a falar.


Bom dia Dr. G, durante 4 anos fui um grande amigo duma rapariga (e quando digo amigo, digo mesmo a sério porque ela tinha namorado e eu pura e simplesmente não tinha interesse em estragar a relação). Mais tarde começou o interesse de ambas as partes, até que começou o namoro, durou mais 3 anos para agora terminar porque "é o melhor para mim e para os dois" segundo ela. Acontece que estou completamente perdido, devo também dizer que lhe questionei sobre "achas mesmo que é o fim" ao qual ela respondeu "não", sempre dizendo que "fui o namorado perfeito só que ela tem é olho para os parvos e pseudo-badboys" (a parte do pseudo fui eu que pus porque aquilo é pseudos). Por fim, ela sempre teve um amigo pelo qual teve o mesmo tipo de atração comigo enquanto éramos amigos, diz ela, um carinho especial e dois dias depois de termos acabados esteve na presença dele, a sair à noite e tal, enquanto eu já lá vão dias a chorar baba e ranho a pensar espetar-me contra uma parede a 200km/h porque nem sei que fazer com a vida, depois de tanta porcaria vivida com esta aberração, tanta emoção partilhada e criada, acaba tudo porque "é o melhor".
PS: Também me identificou num texto "Se for para ser contigo será" daqueles textos parvos de destino e tal.  
Anónimo, 21, Lisboa

Doutor G: Caro Anónimo, e a pergunta para eu responder? Não há? Foi só um exercício de desabafo ou é para eu te tirar alguma dúvida? Bem, vou tomar a liberdade de te dar um conselho: caga nela e parte para outra. Ela anda a gozar com a tua cara e a deixar-te no banco de suplentes enquanto anda a fazer treinos de captação para arranjar melhor. Como se isso não fosse suficiente, ainda te identifica em textos de merda no Facebook. Bloqueia-a.


Estimado Doutor G, após uma selvagem noite urbanizando, seguiu-se uma inofensiva jornada sexual na casa dele. No dia seguinte, já atrasada para os meus afazeres, iniciei a demanda pela minha roupa. Pedi ao meu parceiro para me ajudar na busca. Passados poucos segundos, ele atirou-me um ONI de cor vermelha. Com coragem peguei no pequeno objecto. Pobre inocente, ainda julguei ser uma peúga, já que as minhas cuecas nem vermelhas eram. Os meus receios concretizaram-se quando, com zelo, analisei a pequena prova, umas cuecas de renda ALHEIAS. Perguntei, retoricamente, o que era aquilo- "As tuas cuecas" - respondeu.  Nisto, mostro-lhe as minhas cuecas, já vestidas e definitivamente NÃO VERMELHAS. O meu parceiro é repleto de idiossincrasias, compreendo isso, contudo saí com jactância da sua casa e da sua vida! Infelizmente, sinto a sua falta. Julga existir uma explicação plausível e desculpável para tal incidente?
Anónima, 19, Lisboa 

Doutor G: Cara Anónima, há aqui alguns pontos que precisariam de ser esclarecidos para uma melhor resposta. Como não sei, vou responder com base em duas hipóteses:
  • Hipótese A: conheceste-o nessa noite e ele não é teu namorado.
    Não podes ficar indignada com um gajo que acabaste de conhecer na discoteca e com o qual foste para casa fazer unboxing de pipi por ele ter levado lá outra pouco tempo antes. Pensa que é melhor que tenha sido na noite anterior do que há dois meses e ele ainda não ter arrumado o quarto e mudado os lençóis ao ponto de ter brindes de renda nas bordas do edredom. 
  • Hipótese B: São namorados
    Não há explicação plausível a não ser que ele tenha uma empregada que vos quer separar e foi plantar cuecas de renda vermelha no fundo da cama só para te tramar. Isso ou ele gosta de dormir com cuecas de renda porque é mais arejado na sacola dos girinos. Apesar de serem boas explicações parece-me muito mais óbvio que ele andou a trair-te com uma gaja que anda muitas vezes sem cuecas já que só assim se justifica sair-se de casa de alguém e esquecer-se da roupa interior. Uma coisa é esquecermo-nos de um casaco; esquecermo-nos das cuecas é falta de higiene.
Ao dizeres que ele é cheio de idiossincrasias calculo que a Hipótese B seja a correcta ou, pelo menos, que tenham uma amizade com rendimento de inserção incluída. Se namoram, ele traiu-te, se não namoram, ele só andou com outra(s). Agora tu é que sabes da tua vida e Deus sabe de todos porque Deus é uma porteira que cusca a vida de toda a gente.


Está feito. Continuem a enviar as vossas dúvidas para porfalarnoutracoisa@gmail.com e para a semana falamos.


Partilhem e façam muito amor à bruta porque de guerras o mundo já está cheio.






Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: