7 de março de 2017

Traições, relações abertas e javardeira a três



É dia de mais uma consulta "Doutor G explica como se faz". A consulta vai ser rápida porque o Doutor G está muito ocupado a preparar o espectáculo de dia 11 de Março no S. Jorge (- podem comprar bilhetes neste link -). Isso e porque é só dúvidas palermas hoje.


Olá Dr. G., tenho um colega de trabalho que adora trocar mensagens aporcalhadas, conversinha fiada, marcar pseudo-encontros, mas quando chega a hora da verdade, do jantarinho, do estágio pré-funaná, deixa-me pendurada! Isto arrasta-se há MESES! O que devo fazer?!    
N., 26, Maia

Doutor G: Cara N, ele tem namorada. Gosta do flirt e dos joguinhos de sedução, mas não quer trair a namorada fisicamente. Se ele te deixa pendurada, só tens de deixar de lhe dar atenção e seguir para outro. Simples. Não sei para que fazem perder o precioso tempo do Doutor G com estas dúvidas palermas. 


Olá Doutor G, eu e a uma amiga fomos para a cama, um funaná pelado fantástico, nunca tive com alguém com quem me entende-se tão bem debaixo dos lençóis. Até aqui tudo bem, o problema começa daqui em frente. Ela tem namorado, sempre soube disso, devo sentir-me um sacana por ajudar a encornar o respectivo? E depois eu xoninhas como sou apaixonei-me pela gaja e para além de usufruir de tão belo pipi queria cumulativamente ter direito às mariquices todas do amor. Enquanto ela não se decide em dar um chuto no dito cujo corno eu ando também a chafurdar em pipi terceiro, devo investir nestes até encontrar um que me faça esquecer o da minha amiga? Estou ansioso por ler a sua resposta Doutor G. Não queria andar a pedir fluxogramas como esse pessoal faz agora, mas se puder eu agradeço, assim meto isso na carteira junto ao cartão de cidadão e quando tiver dúvidas sobre o assunto faço uma consulta rápida.  
Anónimo, 23, Porto

Doutor G: Caro Anónimo, nem todos os casos podem ser resolvidos e explicados com o auxílio de um fluxograma. No entanto, o teu pode.

Pode dar-se o caso de haver ali uma quebra no fluxo e ela também se apaixonar por ti e deixar o namorado? Sim, há sempre essa hipótese, mas depois, provavelmente, vai haver um gajo a usar este fluxograma no teu lugar e será a tua testa a tela de um bonito par de chifres expressionistas. E, já agora, não, não és tu que tens de te sentir mal por seres o catalisador do encornanço. Ela é que tem de se preocupar com isso. Se não fosse contigo seria com outro, por isso não tens de ter peso na consciência. 


Olá Doutor G, namorei com um rapaz que morava longe de mim, sendo que quando nos encontrávamos não tinhamos nenhum sitio privado (casa) para fazer o funáná e eu é que tomava a iniciativa para o fazermos em locais alternativos. Se eu não dissesse nada ele também não sugeria para o fazermos, sendo que chegávamos a estar 2 semanas seguidas (ou mais) sem o fazer. No entanto, ele comentou uma vez que gostava muito de sexo, o que me deixa confusa. Acha normal ele não tomar iniciativa para o fazer? Estava enrolado com outra? Só gosta de fazer na cama?
Rita, 21, Aquele sítio

Doutor G: Cara Rita, eis um gráfico que pode ajudar a responder às tuas dúvidas.

Pode ainda dar-se o caso de tu não saberes o que fazes durante o acto e ele preferir tocar solos de oboé durante o dia e quando está contigo já não lhe apetece. No entanto, se é teu ex-namorado para que é que estás preocupada e a fazer-me perder tempo com isso? Já passou, agora arranja um que não seja xoninhas.


Olá Doutor G. já namoro há 4 anos com um homem, estamos realmente apaixonados e devo dizer que o sexo é mesmo muito bom. Há uns meses ele veio com a ideia de um ménage, ao início não gostei muito da ideia, talvez por não querer outro homem na nossa cama. Há poucos dias ele voltou a falar sobre o assunto e eu acabei por concordar até porque seria com um homem que nós conhecemos a única condição que coloquei foi que todos nós teriamos que usar preservativo e antes disso o nosso amigo ia fazer testes ao HIV e outras DST´s- Segurança primeiro- Agora o que me assusta é o seguinte. O meu namorado tem este desejo que eu tenha 2 pénis enfiados no meu rabo, ora, o meu namorado já tem uma morcela bem grande e grossa e já me deixa de rastos, devo concordar com isso ou digo não?  
L.N Porto

Doutor G: Caro LN, para os mais desatentos vou apenas referir o facto de tu seres um homem e, portanto, estarmos a falar de uma ménage com três pénis ao barulho. Olha, nem sei que te diga. Para mim, albergar um pénis no ânus já é corajoso o suficiente. Ter dois é um feito que merece ser enaltecido. Se te sentes à altura do desafio, força nisso, caso contrário diz que não te apetece. Aconselho cautela pois o tecido do intestino e do ânus é muito susceptível a rupturas que podem originar lesões e sangramento abundante. Usem muita lubrificação e uma calçadeira. 


Olá doutor G, estou há vários anos casada com um homem mais velho que eu e que sempre teve um apetite sexual menor que o meu, de início não era um problema mas com a idade o meu só aumentou e dele ainda diminuiu. A minha vida e inclusive o relacionamento estavam a sofrer com isto até que dei uma facadinha no matrimónio e tudo melhorou. Não falamos abertamente do assunto mas temos uma política de "don't ask don't tell" mútua em relação a estes assuntos. Eu sou uma mulher atraente e estou naquela idade em que os rapazes mais novos se me atiram aos pés por isso tenho o apetite deveras apaziguado, mas este tipo de vida social é difícil de gerir sem prejuízo de uma boa imagem pública, e a cultura popular até diz que até aos quarenta a fome só vai aumentar... A dúvida é vai mesmo?! Quando é que me vai começar a apetecer fazer crochê e bolinhos? 
Margarida, 33, Abrantes 

Doutor G: Cara Margarida, tens a certeza que vocês têm uma política de não perguntar nem falar sobre estes assuntos? Como é que sabes? Perguntaste-lhe ou estás a partir do principio que se nunca falaram sobre isso é essa a política? Relativamente ao desejo sexual, é tido como lei que as mulheres atingem o pico aos 40 anos, mas há estudos mais recentes que sugerem o contrário e que esse pico, tal como nos homens, é aos 20 e poucos anos. De qualquer forma, quando chegares à menopausa a coisa deve acalmar. Uma forma de diminuíres desde já o desejo sexual ou de, pelo menos, o recalcares, é leres a Bíblia e começares a ir à missa. Pensa que quando estás com outros Deus está a ver e mesmo que tu não contes ao teu marido Ele irá contar. Deus é pior do que uma porteira.


Caro Dr. G, namoro com a mesma pessoa há 6 anos. Recentemente, a mesma esteve fora em Erasmus e regressou a dizer que gostava de experimentar estar com outras pessoas. Eu compreendi, apesar de me ter custado muito. No entanto, recentemente, ele veio com a conversa que não consegue parar de pensar em mim, mas que também não quer abdicar da sua nova liberdade, e falou-me de casos de relações abertas que resultam muito bem. O que acha que devo fazer? Deverei apostar neste tipo de relação? 
Ana, 23, Lisboa 

Doutor G: Cara Ana, uma relação sem abdicar da liberdade de comer outras gajas é o sonho de todos os homens que não gostam assim tanto das namoradas. É isto. Agora faz o que quiseres com esta informação. Vais apostar numa relação assim para quê quando é óbvio que não queres? Tens a esperança que se aceitares ele ache que és muito moderna e a mulher ideal e que se canse de ajavardar em pipi alheio e só queira o teu? Tem juízo. Se tu queres uma relação aberta e andar com outros e não te importas que ele ande com outras, força nisso. Caso contrário, não o faças. Digo eu, mas eu não tirei nenhum curso como a Dra. Maria Helena.


Obrigado a todos e, como sempre, até para a semana. Para mais respostas podem sempre comprar o livro do Doutor G com desconto neste link. Continuem a enviar as vossas dúvidas para porfalarnoutracoisa@gmail.com. 


Partilhem e façam amor à bruta porque de guerras o mundo já está cheio.






Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: