14 de abril de 2014

Foi melhor que falecer



Viram o primeiro episódio do novo programa do Ricardo Araújo Pereira, Melhor que Falecer? Nas redes sociais não se fala de outra coisa, especialmente os tonhós a dizer mal, criticar e achincalhar como se não houvesse amanhã, por uma parte do programa ser um texto que ele já tinha escrito há uns tempos para a Mixórdia de Temáticas. Gente que, mesmo se tentasse, não conseguiria fazer rir uma criança bêbeda e deficiente. Pessoal que não deve ter noção do que é escrever humor todos os dias com a qualidade que o Ricardo faz. Eu também não tenho noção mas calculo que seja, no termo técnico, uma tarefa fodida de fazer. Uma coisa é dizer mal no café com os amigos, dizer "Epá estava à espera de melhor" e essas coisas. Agora ir mandar postas para os comentários do Facebook é que me faz uma comichão que nem vos conto. Apetece-me montar uma empresa cujo serviço é sacar as informações pessoais do perfil dessa gente, encontrá-los e dar-lhes um calduço e um beijo na boca. Só para os confundir.

A inveja é lixada e é fácil ter inveja do RAP. Faz o que gosta e tem aquela qualidade que as mulheres dizem que é a mais importante num homem. Dinheiro. E sentido de humor também.

Eu também estava a à espera de conteúdo 100% original, claro que sim. Mas e que não tenha sido? Mesmo repetido tem mais piada do que 99% dos outros humoristas, essa é que é essa. E acho giro ver algo que foi feito para a rádio ganhar vida na TV. Significa que funciona nos dois formatos e isso é de valorizar. Não acredito que tenha sido por preguiça. Acredito que foi apenas e só porque era giro fazer aquela rábula da TV, e foi, ou até mesmo para baixar as expectativas que estavam altíssimas. Ou se calhar até é por outros motivos, vamos esperar para ver... Fosse como fosse vinha sempre gente dizer mal. E ainda bem. Porque eu acho-lhe piada e se toda a gente também achasse eu ficava com a sensação que alguma coisa estava mal. Para se ter sentido de humor é preciso inteligência e sabemos que essa não é uma qualidade que todas as pessoas tenham.

Bem eu cá estarei para ver os próximos episódios. Gosto de humor e comédia e o Ricardo é o melhor que temos. E temos outros muito bons por isso é um elogio. Está tudo à espera que ele perca a graça como dizem que aconteceu ao Herman, esquecendo-se que sem ele provavelmente não havia os outros que agora achamos os melhores. Está tudo a esfregar as mãos à espera desse dia. Mas mesmo que esse dia chegue, ele terá passado 20 anos a fazer rir os portugueses. Coisa ao alcance de quase nenhuns.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: