17 de abril de 2014

Sugestões para uma boa Páscoa



Boas tarde. O dia está a ser bom? É quinta mas é como se fosse sexta. Amanhã vamos celebrar a morte de Cristo? E depois no Domingo o facto de ele ter ressuscitado? Yeah! Vamos a isso! Domingo é para comer à bruta que deve ter sido a primeira coisa que ele fez quando saiu da gruta. Três dias fechados sem comer nada é obra! Deve ter chegado cá fora com uma larica daquelas de quem consumiu drogas leves. Aliás ele só conseguiu ascender aos céus porque tinha perdido 10 quilos.

Mas amanhã nada de comer carninha que Deus fica chateado. Deus é um gajo atento aos detalhes e se vocês comem uma sandes de queijo com uma fatia de fiambre lá escondida, têm que rezar dois Pai Nosso de joelhos, enquanto enfiam os dedos na goela e vomitam o pecado numa espécie de absolvimento bulímico. Amanhã é dia de abstinência de tudo o que são prazeres, como forma de respeito a Cristo. Como tal amanhã os padres também não vão saborear a carne tenra dos meninos do altar. Nos outros dias tudo bem, mas amanhã é pecado! 

Eu acho que a Igreja devia modernizar estas celebrações. Porque não uma rave numa Igreja para celebrar a morte do Senhor? DJ São Mateus a passar remixes de música sacra com reggaeton era épico! Faziam-se shots específicos para adorar o menino e tudo! Exemplos:

  • Coroa de Espinhos: Vodka, malaguetas e groselha;
  • Judas: Vendido como sumo de laranja mas afinal é absinto puro;
  • Papa: Tequila mas em vez do sal era Cerelac
  • Xôr Padre: Batida de Coco com Blue Corazón e tinha que se beber de joelhos
  • Homilia: Uma rapariga deita-se em cima do balcão apenas de lingerie. Quem beber o shot tem que lhe tirar uma hóstia do meio dos seios e beber vinho do umbigo. No fim tem que declamar a passagem do Novo Testamento que ela tem tatuada nas virilhas.
Era uma festa à grande e à Romana Católica Apostólica. Podia descambar tudo numa bela orgia das antigas e se alguém engravidasse era só dar a desculpa aos pais que tinha sido o Espírito Santo. E se calhar tinha, porque duvido que ele fosse querer faltar a uma festa destas.

E pronto. Vinha apenas desejar-vos uma soberba Páscoa mas entusiasmei-me e escrevi isto tudo. Eu vou de férias e só volto para a semana, pelo que não haverá textos nos próximos 5 dias. Peço que não desesperem e que tentem encontrar um sentido para viver durante esses dias. Não me crucifiquem por isso! No Facebook vão sendo publicados textos antigos que escrevi para que o vosso sofrimento não seja tanto. Adeus, um bem haja e façam amor que nem coelhinhos da Páscoa para compensar os doces que vão comer! Se o fizerem por uma questão de saúde, não de prazer, Deus compreende.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: