24 de março de 2014

Sopa de notícias



Olá coisinhas boas. O fim de semana foi gostoso? O meu foi muito agradável, infligi dor e deixei muita gente cheia de nódoas negras. Não, não foi numa orgia sado-maso, foi a jogar paintball, que é menos fofo mas sai mais barato. Não me ocorre nenhum tema interessante para falar hoje por isso vou falar de vários razoaveizinhos, na esperança que no todo fique alguma coisa de jeito. Aqui ficam as notícias mais lidas e comentadas nos jornais online dos últimos dias:
  • O ex primeiro ministro José Sócrates ficou irritado no seu espaço de comentários políticos quando foi confrontado com declarações suas do passado que iam contra o que ele estava a defender no momento. Respondeu irritado dizendo "Não vinha preparado para isto", disse ele, como quem diz que aquelas perguntas são todas combinadas antes e que o José Rodrigues dos Santos esticou-se, e se não se pusesse a pau ele lhe dava um puxão de orelhas e ainda as punha maiores. Uma outra situação em que o Sócrates não estava preparado foi para governar este país. Homem prevenido vale por dois, no caso dele, Governante desprevenido vale por 9 milhões a passar mal.
  • Um gajo assaltou o canil municipal da Amadora e roubou um cavalo. Até aqui tudo bem, não fosse o facto de em vez de o meter numa carrinha, decidiu fugir montado nele. É certo que a nossa polícia tem muitas viaturas paradas por falta de dinheiro para a gasolina e para os arranjos, mas achar que se pode fugir a cavalo é demasiada confiança. A Amadora é um género de faroeste mas não é preciso levar isso demasiado à letra.
  • O Pereira da Silva parece que está a ganhar 13.500€ mensais por presidir a IFD, o que tem provocado uma onda de críticas. No entanto os banqueiros do privado ganham quatro vezes mais que isso, provando mais uma vez as enormes dificuldades pelas quais andam a passar os funcionários públicos.
  • A extrema-direita alcançou resultado histórico em França, mostrando que a crise afecta o sistema de educação e por consequência a falta de inteligência na população de um país.
  • Um casal subornou um coveiro para trocar uma urna de um familiar com outra pessoa para depois poder processar a Junta de Freguesia em 20 mil euros. Subornar um coveiro é o mais baixo a que se pode chegar em termos de suborno. 
  • A Fundação Bial quer que a parapsicologia se torne uma ciência. Eu também queria que uma das minhas extremidades fosse declarada a 8ª maravilha do mundo mas parece que não vai dar.
  • Os doentes de tuberculose vão ter direito a senhas de transporte. Agora é que os transportes públicos vão ser agradáveis de frequentar.
E pronto é isto. Se calhar vou aprofundar um destas temas no próximo texto, caso se justifique, já que gosto imenso de aprofundar. Até já.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: