26 de março de 2014

Vantagens de ser mulher - #1 Hormonas



Dizem as estatísticas do meu blogue que 63% das pessoas que seguem isto são mulheres, o que só abona a favor delas. Para equilibrar as coisas vou falar um pouco mal de vocês, pode ser? As que têm sentido de humor continuarão a gostar de cá vir, as outras não voltarão, e assim se faz uma boa triagem, que não quero cá quem não se saiba rir de si próprio.

As mulheres queixam-se das tremendas desvantagens em relação aos homens, sem saberem, ou admitirem, muita da sorte que têm, pelo menos nas sociedades ocidentais dos dias de hoje. Para os lados do Afeganistão são capazes de ter razão. Isto é assunto que vai dar para vários textos, por isso é que este tem o #1 no título, e o primeira vantagem são as hormonas, ou a forma como as usam como arma de arremesso psicológico.

As mulheres acham que têm desculpa para quando agem como pessoas dementes da cabeça, coisa que acontece várias vezes. Os homens também atenção, mas os homens se o fazem é porque "são otários", "todos iguais" ou "umas bestas". No caso das mulheres há sempre uma razão hormonal, quando se passam e fazem uma cena digna de novela mexicana, tornam-se todas imediatamente endocrinologista e arranjam uma desculpa hormonal para tudo. Ora é a tensão pré-menstrual, ou é porque está com o período, ou é por causa da pílula, ou é porque está a ovular. Ou seja, as desculpas hormonais abrangem todos os dias do mês. Os homens não têm esta desculpa. "Pois amor, tens razão, não te devia ter dado uma joelhada no baixo ventre, mas sabes como é, estou naqueles dias do mês". Não estou a dizer que se deva agredir uma mulher no baixo ventre, ou em qualquer lado, a não ser a pedido e durante o regabofe, mas o que é certo é que o homem não se pode desculpar com a testosterona. E para que saibam é a hormona mais poderosa de todas e os homens também têm ciclo hormonal e um pico de testosterona todos os meses. Mas nós descarregamos no trânsito ou a chamar nomes ao árbitro, e não nas nossas caras metades.

Qualquer homem lhe passa pela cabeça mandar uma chapada à padrasto no rosto da sua bela namorada várias vezes durante a vida. Mas a maioria não o faz, consegue controlar a raiva e as hormonas e não o fazer, embora às vezes a vontade seja muita. E isso devia ser mais valorizado. Nunca ouvi uma mulher dizer "Gosto tanto dele, nem me bate nem nada, e olha que eu às vezes bem merecia". Não bater numa mulher devia ser uma qualidade exaltada. Se agredir uma mulher é das piores coisas que um homem pode fazer, então não o praticar devia ser das virtudes mais celebradas, porque como já disse, apetece mas por amor e respeito não se faz. Já vi namoradas de amigos meus a darem-lhes chapadas e joelhadas no aparelho reprodutor e eles não reagiram. É a única situação em que acho que um homem pode e deve bater numa mulher. Se ela se acha no direito de dar uma chapada no namorado deve levar outra em troca. Não estou a falar de uma cachaporra de mão cerrada que a faz ficar a dormir e acordar desfigurada, até porque depois éramos obrigados a namorar com uma rapariga de cara disforme e ninguém quer isso. Falo antes de uma chapada com a mesma intensidade com que levámos pelo menos só para por as coisas em pé de igualdade, coisa pela qual as mulheres tanto lutaram.

Por isso, vamos lá deixar de usar a desculpa das hormonas sim? Porque os homens também podiam usar essa desculpa e não acontece. Nunca nenhum gajo se safou em tribunal por ter agredido alguém devido a excesso de testosterona no sistema. Mesmo que as hormonas tenham sido o combustível para a vossa atitude menos conseguida, tinham mais é que se controlar.





Gostaste? Odiaste? Deixa o teu comentário: